Minerais de áreas de conflito

POLÍTICA SOBRE MINERAIS DE CONFLITO

Como empresa socialmente responsável, a Ecolab se preocupa com o bem-estar das pessoas e comunidades. Fazemos negócios de forma justa e ética, respeitamos os direitos humanos, cumprimos as leis e os regulamentos e seguimos um rigoroso Código de Conduta.

  1. Início
  2. Sobre
  3. Fornecedores
  4. Política sobre Minerais de Conflito

Declaração de Política sobre Minerais de Conflito

A Ecolab apoia os esforços das organizações de direitos humanos de erradicar a violência e as atrocidades na África Central (República Democrática do Congo (RDC) e nove países vizinhos: República do Congo, República Centro-Africana, Sudão do Sul, Zâmbia, Angola, Tanzânia, Burundi, Ruanda e Uganda).

É de conhecimento geral que o principal fator para essa violência é a abundância natural dos minerais estanho, tungstênio, tântalo e ouro, hoje chamados de "minerais de conflito". Grupos armados lutam pelo controle das minas nessa região e usam o trabalho forçado para extrair e vender os minerais, que por sua vez financiam a violência.

Em agosto de 2012, a United State Securities and Exchange Commission (SEC) aprovou o regulamento final relativo a fontes de minerais de áreas de conflito, conforme definido na Lei de Defesa do Consumidor e Reforma de Wall Street Dodd-Frank, Seção 1502. Sob essa norma, as empresas de capital aberto devem informar anualmente à SEC a presença de "minerais de áreas de conflito" provenientes da África Central nos produtos que fabricam ou cuja produção contratam, ou usam no processo de produção.

A Ecolab enviará a documentação necessária antes do prazo do regulamento. Iniciamos um processo que atende à estrutura da Organisation for Economic Cooperation and Development (OECD) para cumprir esse regulamento. Esse processo inclui o estabelecimento de requisitos de conformidade para nossos fornecedores diretos com relação a minerais de áreas de conflito, a implementação de controles e relatórios, a realização de esforços de aquisição apropriados e o fornecimento aos nossos clientes de dados necessários para facilitar os relatórios SEC.

A Ecolab alinhará seus esforços às práticas estabelecidas por colegas do setor, como a Coalizão de Cidadania de Indústria Eletrônica (EICC) e a Global e-Sustainability Initiative (GeSI), para permitir que as empresas obtenham minerais de áreas livres de conflitos.

Em apoio à política da Ecolab sobre minerais de conflito, os fornecedores devem fornecer materiais à Ecolab que sejam "Livres de Conflito da RDC". Fazem parte da RDC os seguintes países: República Democrática do Congo, República do Congo, República Centro-Africana, Sudão do Sul, Zâmbia, Angola, Tanzânia, Burundi, Ruanda e Uganda.

Os fornecedores devem adotar as políticas e os sistemas de gestão referentes aos minerais de conflito e exigir que seus fornecedores adotem políticas e sistemas semelhantes. A Ecolab espera que os fornecedores estabeleçam seu próprio programa de due diligence para assegurar que as cadeias de fornecimento não incluam áreas de conflitos.

Caso a Ecolab determine que os esforços do fornecedor em cumprir com a presente Política foram insuficientes e que o fornecedor não cooperou com o desenvolvimento e implementação de medidas de reparação razoáveis, a Ecolab se reserva o direito de tomar as medidas adequadas que podem incluir a suspensão das compras do fornecedor.

De acordo com a definição "Livres de Conflito da RDC", os produtos fornecidos à Ecolab:

1. Não contêm tântalo, estanho, tungstênio ou ouro (3TG) como elementos necessários para sua produção ou funcionalidade, ou,

2. Se os produtos fornecidos à Ecolab contiverem esses minerais, os minerais devem ter sua origem fora da RDC, devem ser provenientes de sucata ou de fontes recicladas ou devem ser provenientes de fundições validadas por uma entidade independente do setor privado como livres de áreas de conflitos. As fundições certificas como sem conflito são validadas como fundições em conformidade com o protocolo de fundição sem conflito (CFS) da EICC (Coalizão de Cidadania de Indústria Eletrônica) usando a Lista de Fundições em Conformidade CFS. Pelo protocolo CFS, as fundições são auditados globalmente; a lista de fundições e refinarias em conformidade está publicada em www.conflictfreesmelter.org.

A Ecolab avaliará os fornecedores diretos como parte de seu programa de due diligence de minerais de conflito. Os fornecedores devem responder às solicitações de avaliação em tempo hábil e com divulgação integral, seguindo as instruções específicas fornecidas.

Declaração de Política sobre Minerais de Conflito

Manual do fornecedor

ENTRE EM CONTATO COM A SUPPLY CHAIN DA ECOLAB

Sede da empresa, 370 N. Wabasha Street, St. Paul, MN 55102-2233 | Tel.: +1 651 293 2233

Sede da EMEA, Richtistr. 7, 8304 Wallisellen, Switzerland | Tel.: +41 44 877 2000

2 International Business Park, #02-20 The Strategy Tower 2, Singapore 609930 | Tel.: +65 6505 6868

Av. das Nações Unidas 17.891, 6º andar, Santo Amaro, São Paulo-SP, Brasil | Tel.: +55-11-5644-6500