automação de eliminação de aminas irregulares com a tecnologia 3D TRASAR™ para salmoura de dessalinização

  1. Nalco Champion - Início
  2. Eliminação de aminas irregulares com tecnologia 3DT para salmoura de dessalinização

Fale conosco

LIGUE PARA NÓS

Ecolab Brasil
Av. Francisco Matarazzo
1350 – 11° andar. Água Branca
São Paulo, São Paulo, Brasil. CEP: 05001-100 

Para obter mais informações sobre os produtos e soluções da Ecolab, preencha o formulário e um representante da Ecolab entrará em contato com você. Ou ligue para 0800 704 1409 | E-mail: sac.brasil@ecolab.com

Fale um pouco sobre você
Onde você está localizado?
Como podemos falar com você?
Em que podemos ajudar?

Dúvidas sobre privacidade de dados? Consulte nossa Privacidade.

 

A situação

Uma refinaria da Costa do Golfo processando uma lista altamente variável de petróleos brutos buscava continuamente estratégias de mitigação inovadoras, que lhes permitissem executar o máximo de petróleos de xisto (LTO) que eles pudessem processar. Seu foco era em como melhor administrar a contaminação por MEA no petróleo bruto. Os dessalinizadores já tinham um novo sistema de controle de pH on-line, mas ele falhou após dois meses de operação.

Sem um meio confiável para monitorar e controlar a dosagem de ácido, o risco era de dose excessiva de ácido (causando potencialmente problemas de desnitrificação da ETP) ou dose insuficiente (resultando em potencial mais alto de sais de amina na torre de petróleo bruto).

A refinaria melhorou a acidificação do dessalinizador para confiabilidade da eliminação de aminas, resultando em um nível mais alto de garantia do sistema da unidade de petróleo bruto, além de processar seguramente uma variedade mais ampla de petróleos brutos com custo mais vantajoso.

resultados

Após consultar a Nalco Champion, a nova 3D TRASARTM Technology for Brine (3DT-Brine) foi instalada. Essa automação exclusiva fornece monitoramento de pH, turbidez e corrosão on-line. É econômica, aumenta a garantia do sistema e otimiza o consumo de produtos químicos e ainda atinge as metas de eliminação de aminas, independentemente da taxa de LTO processado na mistura.

O pH controla a taxa de injeção de ácido (5,5 A 6,0) e a taxa de corrosão (MPY) ajusta o inibidor de corrosão da água de lavagem para obter a meta de menos de 5 MPY. A unidade também pode ser usada para monitorar efluentes da dessalinização e otimizar potencialmente as práticas de lavagem de lama.

Ver todas as históriasLEIA O ARTIGO COMPLETO

Histórias relacionadas

Visitantes que visualizaram esta história também visualizaram

Our search returned no results.