Employee at Ecolab’s Barueri, Brazil Plant

Fábrica da Ecolab em Barueri, Brasil, recebe certificação de líder em Water Stewardship

Estudo de caso da Alliance for Water Stewardship (AWS)
Published February 1, 2023 | Updated October 9, 2023

A situação

A instalação de produção da Ecolab localizada na cidade de Barueri, no estado de São Paulo (Brasil), é uma fábrica voltada para a produção de soluções químicas para limpeza e desinfecção. A instalação de Barueri utiliza principalmente água municipal do sistema São Lourenço, que retira água do reservatório Cachoeira do França, localizado na bacia do rio Ribeira de Iguape, e obtém água adicional, inclusive potável, do Aquífero São Paulo. Os efluentes domésticos e industriais são enviados para uma instalação de tratamento industrial terceirizada, antes de serem lançados no rio Tietê.

Em alinhamento com o compromisso da Ecolab com uma abordagem holística para a gestão de águas em suas instalações de produção, em 2022, a empresa obteve a principal certificação para o Padrão Hídrico Internacional versão 2.0 da Alliance for Water Stewardship (AWS) em sua fábrica de Barueri. A instalação continua se mantendo atualizada quanto aos requisitos da certificação da AWS.


Situação

A equipe da fábrica da Ecolab em Barueri avaliou as instalações em busca de oportunidades para diminuir o consumo de água nas operações para atingir as metas de impacto da Ecolab para 2030 de reduzir o impacto hídrico em 2030% por produção de unidade em toda a empresa e restaurar mais de 50% de volume absoluto de captação de água em áreas de alto risco. Em alinhamento com essas metas empresariais, o objetivo da equipe local era reduzir o uso anual de água por tonelada de produto em 3,3% em média por ano entre 2018 e 2022.

Oportunidades de redução de consumo de água foram identificadas nas seguintes áreas: aprimoramentos nos processos de lavagem do equipamento de processo, montagem de um sistema de coleta de água da chuva, melhorias nos serviços públicos para osmose reversa, pesquisa de fontes alternativas para consumo de água, implementação de um processo automático de tratamento de efluentes e o emprego de controles aprimorados de governança hídrica. A priorização dessas oportunidades envolveu a colaboração entre as equipes de sustentabilidade corporativa e de engenharia e segurança, saúde e meio ambiente de Barueri.

Uma avaliação de risco abrangente foi realizada aproveitando as percepções do Smart Water Navigator da Ecolab e do atlas de aquedutos do World Resources Institute (WRI) para identificar desafios relacionados à água compartilhados e em nível local. A implementação de projetos de redução de captação de água foi priorizada com base na probabilidade de risco e impacto para as partes interessadas da comunidade e localmente. Dos cinco resultados hídricos do padrão da AWS, Barueri se concentrou no equilíbrio hídrico sustentável, na boa qualidade da água e na boa governança hídrica, equilibrando relevância e risco para a instalação.

42 million gallons of water saved

Com o objetivo de melhorar a saúde geral das bacias hidrográficas locais, e como parte das metas de impacto da Ecolab 2030, priorizamos a certificação AWS para impactar nas bacias com alto risco de escassez.

AWS Certification Plant Imagery

Uma redução média anual de 1,2 milhão de galões de água, o equivalente a US$ 52.500 em economia ajustada ao risco, foi obtida entre 2018 e 2022.

Solução

Os seguintes projetos ajudam a melhorar o equilíbrio hídrico da instalação e foram iniciados para reduzir o uso geral de água:

  • Construção de um sistema de captação de água da chuva para uso em todas as operações
  • Otimização dos processos de lavagem de equipamentos de processo
  • Melhoria nas unidades de osmose reversa (RO, na sigla em inglês) para aumentar a eficiência
  • Reutilização de água de RO em aplicações de processo
  • Implementação de um processo automático de tratamento de efluentes
  • Implementação de controles aprimorados de governança hídrica para identificar projetos de melhoria contínua e validar processos de tratamento de efluentes

Os seguintes projetos estão sendo considerados para aprimoramentos futuros:

  • Melhoria nos processos de tratamento de efluentes para possibilitar oportunidades adicionais de reutilização.
  • Substituição da água de osmose reversa por água mole para produtos apropriados.
  • Construção de um sistema de captação de água da chuva para uso em todas as operações.
  • Implementação da matriz de lavagem no processo de sequenciamento de produção do produto.
  • Reativação do poço tubular profundo como uma fonte alternativa de consumo de água.

Esses esforços combinados contribuíram para o progresso da fábrica de Barueri rumo à sua meta de redução média anual de 3,3% na intensidade da água ao alcançar uma redução geral de 44% na captação de água por tonelada de produto em 2022 em comparação com 2018.


Ecolab's Carson, CA, Plant Location

Desempenho

  • Impacto hídrico positivo | Redução média anual de ~4.600 metros cúbicos (1,2 milhão de galões) de água, resultando em uma redução de 44% no consumo de água por tonelada de produto em 2022 em comparação com 2018.
  • Resultados econômicos | US$ 52.500 em economia média anual ajustada ao risco. 
Chart of water intensity and water withdrawal at the Barueri plant from 2018-2022 with water intensity target: Water intensity Target (3% reduction year over year); Water Intensity Actuals (2018: 1.75; 2019: 1.82; 2020: 1.18; 2021: 1.13; 2022: 0.97); Water withdrawal cubic meters (2018: 52,607; 2019: 62,239; 2020: 36,490; 2021: 36,335; 2022: 34,466)

Governança da água

No nível da fábrica, o líder e a equipe de segurança, saúde e meio ambiente são responsáveis por gerenciar a qualidade da água, os efluentes e as descargas legais de águas residuais, e pela condução de projetos de economia de água no local. Os líderes das áreas de serviços públicos, logística, produção e manutenção, e suas equipes de apoio, são responsáveis por executar projetos de economia de água. O departamento de serviços públicos também é responsável pela operação do sistema de efluentes, coleta de amostras relevantes, relatórios de análise de monitoramento e atualizações da descarga de efluentes legais. O responsável final é o gestor da fábrica.

Para manter a boa qualidade dos efluentes, seu pH é ajustado continuamente. Testes completos são realizados mensalmente e análises anuais são enviadas para a empresa de saneamento e para a agência ambiental do estado de São Paulo para garantir a conformidade com a licença. A qualidade da água potável que chega é testada mensalmente e a água de processo é testada diariamente.

Caso ocorra um derramamento ou uma situação relacionada à água, a instalação de Barueri tem um plano robusto de resposta a incidentes que inclui uma análise da causa do incidente original, uma revisão pela equipe de liderança, documentação em uma plataforma interna de relatórios e comunicação de estratégias de mitigação durante reuniões mensais no local. O local não teve nenhuma violação relacionada à água no ano passado.

A equipe de sustentabilidade é orientada e aconselhada pela equipe de consultoria executiva de sustentabilidade, que é composta pelos líderes de negócios e de divisão mais seniores da empresa. Além disso, as posições da Ecolab quanto a sustentabilidade, Water Stewardship e segurança, saúde e meio ambiente (SHE, na sigla em inglês) estão disponíveis publicamente e servem como compromisso e orientação em situações relacionadas à água e conformidade. A posição da Ecolab quanto à sustentabilidade formaliza o compromisso global da Ecolab com a sustentabilidade e seu impacto nos clientes. A posição da Ecolab quanto à Water Stewardship reforça seu compromisso global com a administração da água responsável ao identificar oportunidades para que a empresa e seus clientes usem recursos hídricos de uma maneira que beneficie a empresa, as comunidades e a natureza. A posição da Ecolab sobre SHE destaca o compromisso da empresa com a excelência em práticas e desempenho de segurança, saúde e meio ambiente em todas as operações globais.


Jornada de Water Stewardship

Além de melhorias operacionais internas, as atividades de administração da água da instalação da Ecolab em Barueri são contínuas. Os desafios compartilhados entre a fábrica e as partes interessadas incluem escassez e a qualidade da água. Para abordar essas situações, a Ecolab colabora com outros usuários de água da bacia.

Os funcionários da fábrica participaram de diversos projetos sociais para conscientizar a comunidade local sobre a importância da água. Um exemplo disso, foi a iniciativa Arte Nos Muros, que contou com a participação das escolas públicas da região. A instalação mantém contato com as autoridades públicas locais, incluindo a empresa de saneamento municipal, uma variedade de empresas privadas na área e diversas organizações não governamentais (ONG). Além disso, por meio do papel da Ecolab como membro fundador da Water Resilience Coalition da Organização das Nações Unidas (ONU), os trabalhos para o lançamento da seção de São Paulo foram iniciados, o que amplia o engajamento coletivo de médias e pequenas empresas na área para lidar com os desafios relacionados à água.

Além disso, a Ecolab está comprometida com um projeto em parceria com a The Nature Conservancy (TNC) para o Fundo de Água de São Paulo. O principal objetivo desse projeto é proteger e melhorar a segurança hídrica na região metropolitana de São Paulo. Por meio do Fundo de Água de São Paulo, pelo menos 220 hectares de florestas no município de Mogi das Cruzes e Salesópolis serão protegidos, ambos os municípios localizados na cabeceira da bacia hidrográfica do Alto Tietê. ​​​​​​ Parceiros do projeto se engajam com proprietários de terras rurais, mapeiam florestas existentes para conservação e restauração e identificam melhorias no saneamento rural. Acordos voluntários de conservação de água são negociados com os proprietários de terras, em linha com as políticas de conservação de água municipal que já existem nos municípios. Após a assinatura, esses acordos compensam os proprietários de terras rurais pela conservação da floresta em suas terras O projeto utiliza financiamento para ampliar o acesso ao saneamento básico em áreas rurais ao substituir sistemas rudimentares por tecnologias avançadas em Salesópolis e/ou Mogi das Cruzes. O projeto não apenas reabastecerá 29,4 milhões de galões de água por ano durante 10 anos a partir de 2023, como também manterá o armazenamento e reabastecimento de lençóis freáticos, a qualidade da água superficial e a abundância e diversidade de espécies de plantas nativas. Além disso, o projeto deve manter ou aprimorar o sequestro de carbono, contribuindo para melhorar as estratégias de adaptação e mitigação e melhorando a saúde humana na região.

Além dos esforços locais de administração da água, o programa global de doações da Ecolab, Solutions for Life, aprimora a missão da empresa de conservar e proteger água doce por meio de parcerias e projetos adicionais com a TNC e a Project WET Foundation.

Com o objetivo de melhorar a saúde geral das bacias hidrográficas locais, e como parte das metas de impacto da Ecolab para 2030, priorizamos a certificação AWS para impactar nas bacias com alto risco de escassez.



_

Histórias de sucesso relacionadas

Isto é um carrossel. Use os botões "Próximo" e "Anterior" para navegar, ou pule para um slide clicando nos pontos.

Nenhuma história de sucesso relacionada foi encontrada.